Sábado, 24 de Outubro de 2020
Twitter Notícias na Web
Blog Notícias na Web

Prefeitura de SP adia a conclusão da obra do Vale do Anhangabaú

24/09/2020 - Cidade
Em meio a atrasos no cronograma e encarecimento dos custos, promessa agora é de entrega do espaço revitalizado 16 dias antes das eleições

 Prevista para o domingo passado, a entrega da remodelação do Vale do Anhangabaú foi mais uma vez remarcada, em meio a um cenário de atrasos e encarecimento da obras e, ainda, de redução no valor da concessão do espaço à iniciativa privada. A conclusão ficou para 30 de outubro, 16 dias antes das eleições, em que o prefeito Bruno Covas (PSDB) tenta a reeleição, tendo a transformação do centro de São Paulo como uma das principais bandeiras.

A nova data foi oficializada no sábado, no nono aditamento do contrato assinado com o Consórcio Central em 2017. O valor também mudou. Subiu 17,4%, de R$ 79,9 milhões para R$ 93,8 milhões. É quase metade do custo do contrato de concessão por dez anos do espaço, avaliado em R$ 49,2 milhões, que inclui despesas, investimentos e outorgas.

Em documentos a que o Estadão teve acesso, de 9 de setembro, o consórcio alega que não é possível entregar a obra dentro do prazo e pede adiamento para 28 de fevereiro. Antes disso, em agosto, já havia pedido um prolongamento da execução até 20 de dezembro. Entre os motivos alegados estão o que chama de "diversas alterações no projeto", referentes a redes de telecomunicações, água, esgoto, gás e energia, e à pandemia do novo coronavírus, que teria exigido o afastamento de parte dos trabalhadores.

No cronograma sugerido em documento assinado pelo gerente de uma das integrantes do consórcio, nenhuma fase da obra aparece pronta até dezembro e grande parte das intervenções tem conclusão prevista para o ano que vem, como pavimentação, instalações hidráulicas, iluminação, ventilação e exaustão, o paisagismo e os mobiliários urbanos. Procurado pelo Estadão, o consórcio responsável - formado pelas empresas FBS Construção Civil e Pavimentação e Lopes Kalil Engenharia - afirmou, em nota que "não é fonte oficial para responder aos questionamentos referentes à obra".

Fonte: R7
Notícias na web © 2020
Melhor visualizado na resolução 1024 X 768
Desenvolvido por:
Doway - Soluções Dinâmicas Web