Terça-Feira, 23 de Julho de 2019
Twitter Notícias na Web
Blog Notícias na Web

F1: Ferrari anuncia que vai recorrer de punição a Sebastian Vettel

12/06/2019 - Esportes
Alemão venceu o GP do Canadá, mas perdeu a prova ao receber punição

 O Grande Prêmio do Canadá de Fórmula 1 ainda não acabou para a Ferrari. A escuderia italiana anunciou que já notificou a FIA (Federação Internacional de Automobilismo) que pretende recorrer da punição que custou a vitória do piloto alemão Sebastian Vettel na etapa do último domingo, 9, no circuito de Montreal.

Na parte final da corrida, Vettel recebeu uma penalidade de cinco segundos porque os comissários julgaram que ele havia voltado à pista de maneira insegura e forçado o inglês Lewis Hamilton, da Mercedes, que vinha logo atrás, a tomar uma atitude evasiva, depois de sair da primeira chicane enquanto liderava na volta 48.

A Ferrari argumenta que Vettel não voltou à pista de maneira insegura ou empurrou Hamilton para fora do traçado. A escuderia italiana tem 96 horas após o término da prova para decidir se deve prosseguir com o seu recurso, que ainda pode ser rejeitado pela FIA. Nos regulamentos esportivos da Fórmula 1, as penalidades durante a corrida, como a imposta ao alemão, estão entre as que não podem ser objeto de recurso.

Com a punição, Hamilton permaneceu perto o suficiente de Vettel, a cerca de dois segundos, no resto da corrida para garantir a vitória quando a penalidade fosse aplicada.

Quem lamentou muito a punição foi Mattia Binotto, chefe de equipe da Ferrari, que estava perto de garantir a sua primeira vitória no comando da escuderia. “Nós deixamos o Canadá sabendo que somos competitivos e isso dará muita confiança a todo o time. Sabemos de nossas dificuldades, mas a temporada ainda não acabou.”

Binotto elogiou Vettel pela corrida em Montreal. “Ele é ‘faminto’, nós somos ‘famintos’ e isso certamente vai nos ajudar nas próximas corridas. Neste momento, estamos, claro, decepcionados, mas estamos juntos com Sebastian. Não penso que ele deveria ter feito coisas de maneira diferente. Por isso decidimos apelar da decisão dos comissários”, completou o dirigente.

Fonte: Veja
Notícias na web © 2019
Melhor visualizado na resolução 1024 X 768
Desenvolvido por:
Doway - Soluções Dinâmicas Web