Terça-Feira, 23 de Julho de 2019
Twitter Notícias na Web
Blog Notícias na Web

Com chuva moderada na madrugada, Rio passa de 30 horas em estágio de crise

10/04/2019 - Cidade
Rede municipal retoma aulas nesta quarta-feira, mas algumas vias seguem interditadas; dez mortes foram registradas e há risco de novos deslizamentos

 O Rio de Janeiro está em estado de crise – o mais alto de um escala de três níveis – desde as 20h55 da segunda-feira 8, segundo o Centro de Operações da cidade. Na madrugada desta quarta, o município ultrapassou 30 horas nessa condição. Dez mortes foram registradas, além de diversos pontos de alagamento e deslizamentos. Um trecho da ciclovia Tim Maia, na avenida Niemeyer, voltou a ceder.

Ao longo da noite de terça e madrugada de quarta, a cidade apresentou chuvas fracas e moderadas, mas o a permaneceu máximo pelo risco de deslizamentos.

Na noite de terça, o prefeito carioca, Marcelo Crivella, informou que as escolas municipais voltam a funcionar nesta quarta, após um dia de suspensão das aulas na rede pública, principalmente por dificuldades de acesso.

Cerca de 500 profissionais da prefeitura atuaram na limpeza e reparos das escolas, resolvendo problemas de alagamentos. A Avenida Niemeyer permanecerá fechada para avaliação dos técnicos do Instituto de Geotécnica do Rio (Geo-Rio) sobre riscos de desabamentos.

A Rua Jardim Botânico foi limpa e liberada. O Túnel Rebouças também. No Alto da Boa Vista e na Estrada Grajaú Jacarepaguá, equipes trabalham para liberar as vias. A Lagoa tem bolsões em alguns pontos, como no Parque da Catacumba, e a expectativa é de que o nível da água baixe durante a madrugada.

Crivella também anunciou que, nesta quarta-feira, haverá um mutirão de serviços no bairro Jardim Maravilha, em Guaratiba, na zona oeste, para atender cerca de 100 famílias atingidas pelo temporal.

As famílias estão ilhadas e muitas delas tiveram de deixar suas casas, porque o nível das águas não baixa e os moradores estão sem condições de cozinhar, tomar banho e utilizar os banheiros. Serão distribuídas cerca de 240 cestas básicas para os moradores.

Equipes da Rio-Águas para dragagem do Rio Cabuçu-Piraquê, da Companhia de Limpeza Urbana (Comlurb) para limpeza das ruas e desobstrução de ralos e redes de águas pluviais, além de homens da Secretaria de Conservação para realizar serviços de recuperação do asfalto destruído pela enxurrada devem atuar no bairro.

(Com Agência Brasil)

Fonte: Veja
Notícias na web © 2019
Melhor visualizado na resolução 1024 X 768
Desenvolvido por:
Doway - Soluções Dinâmicas Web