Segunda-Feira, 20 de Novembro de 2017
Twitter Notícias na Web
Blog Notícias na Web

PlayCenter

25/10/2011

Há 38 anos o Playcenter encontra-se na Marginal Tietê. Hoje em dia, situado numa área de 85 mil m², recebe anualmente cerca de 1,5 milhões de visitantes. Durante toda sua história mais de 60 milhões de pessoas, entre famílias e jovens, já se divertiram em suas clássicas atrações como Boomerang, Looping Star e Turbo Drop.

Nos últimos anos o Playcenter vem investindo em reformas e paisagismo para tornar o passeio ainda mais agradável. Além disso, suas atrações agradam todas as idades. Para os mais radicais, a indicada é a Boomerang, montanha-russa que faz um looping completo e mais dois meio loopings e volta tudo de costas.

 Os mais corajosos podem testar seus limites em brinquedos como o Evolution, onde se pode flutuar de ponta-cabeça, chegando a 20 metros de altura, e o Looping Star, uma montanha russa com um super looping. Para os visitantes que buscam “fortes emoções”, o parque oferece mais de dez opções que prometem deixar os cabelos em pé e a sensação de frio na barriga, como a Windstorm (montanha russa), a poderosa queda de 60 metros de altura do elevador Turbo Drop, o Skycoaster, um simulador de vôo de pára-quedas, o Cataclisma e muitas outras opções.

 O Playcenter também possui um espaço voltado especialmente para a criançada. São mais de 10 atrações, entre brinquedos tradicionais, como o Carrossel de Cavalinhos, o Dumbinho e a Barca Pirata, miniaturas de atrações para adultos, como o Frog Hopper (gôndola que se movimenta para cima e para baixo, imitando o Turbo Drop), Convoy Race (viagem divertida com um comboio de mini caminhões coloridos), Mini Pista (o carrinho bate-bate para as crianças, miniatura da autopista) e a Barca Pirata (uma mini Barca Viking), além de vários outros brinquedos. E para se divertir com a família toda temos mais de 13 atrações, entre elas a Barca Viking, que deixa um friozinho na barriga inesquecível.

 O Parque ainda conta com deliciosas opções de refeições. Espalhados pelo parque, encontram-se quiosques com cachorro quente, algodão doce, maçã do amor, sorvetes, churros, bebidas, além de uma completa praça de alimentação. Noites do Terror O evento que este ano completa a 25ª edição é um caso de sucesso do Playcenter. Durante o mês de agosto havia uma sensível baixa de público. O que deveria ser feito para reverter a situação e continuar trazendo os visitantes, logo após as férias de julho? Em uma viagem para os EUA, Marcelo Gutglas, presidente do parque, observou as festas de Halloween e a fascinação dos americanos no lado mórbido e temeroso do Dia das Bruxas. Nasce assim um evento revolucionário para o parque, chamado Noites do Terror, o qual se tornaria o momento mais esperado do ano pelos visitantes e referência para os parques do Brasil. A 1º edição teve como tema Bebê Monstro e durou apenas três fins de semanas.

O Parque era fechado às 18h00 e reaberto às 19h00, quando o publico ia especialmente para o evento. Somente à meia noite a Noites do Terror terminava. Na época a verba era pequena, mas o ícone do terror Zé do Caixão, juntamente com o antigo diretor, Clóvis Almeida Menezes, transformavam o parque em algo assustador em apenas 1 hora. Foi em sua 3º edição, com o tema Thiller, de Michael Jackson, que o evento explodiu. Noites do Terror é sucesso de bilheteria até hoje e o segredo está em mexer com o lúdico, medo, sobrenatural, magia e o inesperado. O evento é um dos poucos que acontecem há mais de 20 anos em São Paulo. Por ano, cerca de 500 mil pessoas passam pelas Noites do Terror. Durante toda a sua existência, já recebeu mais de 10 milhões de pessoas.

No início, pequenas caminhonetes traziam o cenário para dentro do parque. Agora, guindastes transportam peças com cerca de 12m de altura. Atualmente existem diversas comunidades no Orkut que durante todo ano interagem com a equipe do Playcenter, dando sugestões e até mesmo opinando sobre os temas. Ações sociais Ao longo das últimas três décadas a sociedade modificou-se e com ela as empresas, que adequaram suas ações às necessidades da população. Nesse momento o Playcenter, como uma empresa responsável socialmente, sente orgulho em ser um empreendimento precursor, no segmento, em ações sociais. O Dia Nacional da Pessoa com Deficiência em Parques e Atrações Turística é um dia em que o parque abre exclusivamente e tem toda a sua operação modificada para atender crianças portadores de deficiência mental e física.

O Dia Nacional da Alegria é uma data em que o parque abre especificamente para atender crianças carentes. Nesses dias, todos os funcionários do Playcenter são voluntários e trabalham por amor ao parque e a causa. Campanhas de doação de sangue e doação de agasalhos são organizadas frequentemente. Como ação social interna, foi oferecido para todos os funcionários um programa de complementação do ensino fundamental para que estes conseguissem terminar os estudos.

Notícias na web © 2017
Melhor visualizado na resolução 1024 X 768
Desenvolvido por:
Doway - Soluções Dinâmicas Web